Construção Civil = estabilidade

 

      Os empresários da construção civil em todo o país estão otimistas com o andar da economia brasileira. De acordo com a FGV (Fundação Getúlio Vargas), a classe empresarial mostra-se mais confiante com a situação econômica para o segundo semestre de 2015.

 

     Depois de uma forte queda em maio, o índice de Confiança da Construção manteve-se estável em junho, com variação de 0,1%. O mesmo apontamento ficou para julho e deve-se manter para agosto. Mesmo dependendo de alguns fatores como disponibilidade de financiamento e aumento da renda, estima-se que o segundo semestre de 2015 seja de estabilidade no crescimento, com índices menores que anos anteriores, segundo  estimativa do Sinduscon SP.

 

     Trazendo a realidade do centro do país para Passo Fundo, o momento atual é de oportunidades. Seja para quem for investir, quanto para quem for comprar o primeiro imóvel. 

 

     Em épocas de instabilidade política e econômica, aplicar em imóveis é uma mostra de sabedoria, porque nada rende mais e tem mais segurança do que o imóvel. A frase do presidente do SINDUSCON Passo Fundo e Região, Plínio Humberto Donassolo é oportuna e demonstra uma realidade.

 

    Em setembro acontece mais uma edição da Construmóveis. A feira da construção, moveleiro, arquitetura e decoração de Passo Fundo vai contemplar o que existe de melhor em produtos e serviços do setor. É a oportunidade para conhecer, negociar e fechar ótimos negócios.

 

     De 25 de setembro a 4 de outubro a região de Passo Fundo vai ter contato com o que existe de melhor no setor da construção civil.  Uma feira ousada, bonita e inovadora esta sendo preparada. 

 

 

     Desde 1997, a Construmóveis é uma mostra de sucesso com o selo de qualidade: SINDUSCON!

Cenário da Construção Civil

     Nos últimos vinte anos havia uma grande demanda reprimida por produtos imobiliários. Algumas variáveis como a falta de crédito associadas a altas taxas de juros e inflação, impossibilitavam grande movimentações para aquisição de produtos neste segmento. 

     Somente as demandas mais qualificadas, caracterizadas pelas classes A e alguns grupos situados em B, obtinham êxito, e em muitos casos, a grande custo. 

     Com o processo gradativo de estabilização da moeda (Governo FHC / Lula), o cenário modificou de forma acentuada. A conjuntura econômica acabou por pressionar a redução das taxas de juros, impulsionando o crédito e gerando riqueza e ascensão das classes. 

   O indicador tem por objetivo sinalizar as regiões com grande atratividade mercadológica através da integração das variáveis que compõe a absorção de produtos imobiliários, tais como: renda, déficit imobiliário, geração de riqueza, distribuição de riqueza, emprego, pessoas com domicílios quitados (potenciais compradores com perfil de investidor), densidade demográfica de pessoas economicamente ativas (jovens e adultos) entre outros.

 

    A pesquisa encomendada pela revista Exame para a Prospecta Inteligência Imobiliária sobre os 200 municípios do país com maior potencial para investimento imobiliário e população de até um milhão de habitantes, apontou que Passo Fundo esta na posição 129 no país e na 8 no estado. Os dados coletados para o índice são referentes aos anos de 2010 a 2012 com projeção para 2013, quando o cenário econômico era bem diferente. Os dados somente foram apresentados pela Prospecta em fevereiro deste ano.

Cenário da Construção Civil

     Nos últimos vinte anos havia uma grande demanda reprimida por produtos imobiliários. Algumas variáveis como a falta de crédito associadas a altas taxas de juros e inflação, impossibilitavam grande movimentações para aquisição de produtos neste segmento. 

     Somente as demandas mais qualificadas, caracterizadas pelas classes A e alguns grupos situados em B, obtinham êxito, e em muitos casos, a grande custo. 

     Com o processo gradativo de estabilização da moeda (Governo FHC / Lula), o cenário modificou de forma acentuada. A conjuntura econômica acabou por pressionar a redução das taxas de juros, impulsionando o crédito e gerando riqueza e ascensão das classes. 

   O indicador tem por objetivo sinalizar as regiões com grande atratividade mercadológica através da integração das variáveis que compõe a absorção de produtos imobiliários, tais como: renda, déficit imobiliário, geração de riqueza, distribuição de riqueza, emprego, pessoas com domicílios quitados (potenciais compradores com perfil de investidor), densidade demográfica de pessoas economicamente ativas (jovens e adultos) entre outros.

 

    A pesquisa encomendada pela revista Exame para a Prospecta Inteligência Imobiliária sobre os 200 municípios do país com maior potencial para investimento imobiliário e população de até um milhão de habitantes, apontou que Passo Fundo esta na posição 129 no país e na 8 no estado. Os dados coletados para o índice são referentes aos anos de 2010 a 2012 com projeção para 2013, quando o cenário econômico era bem diferente. Os dados somente foram apresentados pela Prospecta em fevereiro deste ano.

Imóvel = Moeda Forte

     Em momentos de economia refreada e de baixas ofertas de crédito, buscar alternativas para valorizar a moeda e o patrimônio é a saída para vencer esse período e ainda fazer render o seu dinheiro. E como fazer isso? Investindo em imóveis!

 

     Para explicar um pouco do momento do setor da construção civil nesse primeiro semestre de 2015, e já projetar o restante do ano, a opinião do presidente do SINDUSCON Passo Fundo e Região, Plínio Humberto Donassolo.

 

 

Construção Civil em Passo Fundo e região:

 

     A cidade é pólo regional com forte atuação em diversas áreas como: Educação, Saúde, Serviços e atualmente também no ramo Industrial. E tem alcançado na agricultura índices de produtividade  muito bons, o que contribui para um significativo aumento de renda com as exportações dessas  “commodities”. 

 

     Viemos de ótimas safras na agricultura, que nos proporcionaram divisas significativas e que com certeza acabam sendo dirigidas para atividades locais, seja no setor de comércio, saúde e lazer, ou principalmente, em investimentos na área da construção civil.

 

       Diante disso, temos a vantagem de não sermos dependentes somente de um ou outro setor para ativar nossa economia. Assim, é mais fácil suportar períodos de atividade econômica mais refreada, com baixa oferta de crédito,  como ocorre atualmente e como já ocorreu em épocas anteriores.

 

     A partir de fatores econômicos positivos como uma safra muito boa de grãos e que aqui em nossa região, especialmente, faz toda a diferença, aliado ao fato da cidade ser universitária, referência para muitos outros municípios e rota de acesso para centros importantes do país e da América Latina, deixa Passo Fundo em uma posição importante. Tudo isso, contribui para que uma grande parcela da população "busque" a casa própria. É a possibilidade de bons retornos para possíveis investidores, já que sabemos que imóvel é MOEDA FORTE. 

 

     Temos então a Construção Civil sempre com forte atividade, mesmo nos momentos de baixo desempenho econômico no cenário nacional, como o que ocorre agora. Em nossa cidade, são muitos os prédios em andamento, e não notamos retração no setor até este momento.

 

 

     E as tendências para este setor:

 

     Temos convicção de que, em razão das considerações acima expostas, o setor da Construção Civil mais uma vez poderá atravessar esse período de estagnação da economia brasileira sem grandes percalços.

 

     Teremos certamente um ano com menos lançamentos, mas o nosso segmento é sólido, com grande demanda reprimida, o que fará os nossos empreendedores atravessarem esse período com sacrifício sim, mas com o otimismo que dias melhores virão. A indústria da construção civil está com muitas obras em andamento e não temos notícias de algum empreendimento parado na cidade.

 

     Esse é um ótimo momento para investir em imóveis. Aplicar o dinheiro em algo sólido e consistente e que não perde valor com o passar dos anos, ao contrário, valoriza e muito, é a melhor alternativa para quem pensa em investir. E para quem almeja adquirir sua casa própria à hora também é oportuna.

 

E fica o recado: agora é a hora de investir em imóveis! Porque é um investimento sólido, com retorno financeiro certo e que ao longo dos anos, sempre proporcionou um considerável ganho financeiro a todos os que nele colocaram suas economias. Não devemos esquecer: IMÓVEL=MOEDA FORTE.

 

 

Patrocínio

By A Web Design

Vídeos

Expositores

Apoio

By A Web Design

Conheça Passo Fundo

By A Web Design

Nova Sede

By A Web Design